Por ocasião do nonagésimo aniversário, ou por outras palavras, dos 90 anos de vida do Tintin, gostaríamos de explicar a expressão tim-tim por tim-tim.

Tintin (ou Tintim) é um herói de banda desenhada criado por George Remi, que publicava sob o pseudónimo Hergé. O primeiro livro ou álbum de banda desenhada ou BD é publicado a 10 de janeiro de 1929. Este e os 23 álbuns seguintes tornaram-se numa das mais populares séries de BD na Europa do século XX. E Portugal foi o primeiro país não francófono a traduzir estas histórias aos quadradinhos. O álbum Tintin en Amérique foi traduzido para português como As Aventuras de Tintim na América do Norte e publicado no suplemento infantil da revista da rádio de inspiração católica, Renascença, a 16 de abril de 1936.

A semelhança entre o nome deste personagem e a expressão tim-tim por tim-tim é exclusivamente sonora e uma mera coincidência pois não têm nada que ver uma com a outra.

Este idiomatismo também não está relacionado com a forma como os portugueses brindam à saúde de alguém. Quando, em ocasiões festivas, os portugueses elevam os seus copos para brindar, dizem mais frequentemente tim-tim ou, numa versão mais moderna e "cool" tchim-tchim do que "À sua saúde" ou, numa forma mais abreviada "Saúde." Quando dizem tim-tim ou tchim-tchim estão a imitar o som produzido quando dois copos se tocam.

tim-tim não é uma onomatopeia (ou palavra que resulta da imitação do som daquilo que significa como por exemplo "cacarejar" que é o som que as galinhas fazem, ou "telintar" que tenta imitar o som de um sino ou de moedas a cair no chão ou a chocar umas contra as outras) porque ainda que  reproduza o som de dois copos a bater um contra o outro como acontece num brinde não quer dizer brindar.

Em português, a expressão tim-tim por tim-tim quer simplesmente dizer narrar um acontecimento ou contar uma história detalhadamente, em pormenor, ou de forma minuciosa e esmiuçada como atestam os seguintes exemplos de uso:

O queixoso contou à polícia tim-tim por tim-tim o que se tinha passado naquele dia.

Então meninas, como prometido, estou aqui para contar tim-tim por tim-tim o que me aconteceu ontem. Sentem-se que a história é longa!

Antes de terminarmos gostaríamos de convidar os nossos ouvintes a enviar-nos episódios de podcast realizados por eles explicando uma expressão idiomática da língua portuguesa. Para saber mais consulte o nosso site ou envie-nos um email.