A expressão desta semana é muito fácil de explicar.

É verdade! Quando queremos descrever uma situação em que uma pessoa está extremamente nervosa ou apresenta sintomas de nervosismo dizemos que tem ou está com os nervos à flor da pele.

Apesar de ser uma reação natural do corpo ou organismo a um evento ou situação que gera expectativa, incerteza ou até medo no indivíduo, o nervosismo — sobretudo quando é excessivo ou incontrolável — é uma sensação incómoda e portanto há várias expressões que ajudam a descrevê-la. A mais conhecida é talvez ter os nervos à flor da pele.

À flor da pele significa o mesmo que à superfície e tudo o que está à superfície ou para usar a frase feita à flor da pele é muito visível, claro e consequentemente premente.

A frase ter os nervos em franja também tem exatamente o mesmo significado mas creio que para um Estudante de Português como língua estrangeira é mais fácil compreender o que é ter os nervos à flor da pele do que em franja...

Bem, geralmente quando ouvimos a palavra franja imediatamente pensamos naquela parte do cabelo que cobre a testa total ou parcialmente como a famosa franja curta da Beatriz Costa mas a palavra franja tem um segundo significado. Franja é também uma espécie de faixa de lã ou de tecido feita de fios que geralmente se usa para decorar um xaile ou outros objetos de decoração de interior como sofás ou cortinados.

Se pensarmos nesse significado então é fácil de perceber que os nervos podem estar tão esfarrapados ou desfiados como uma franja de tecido…

Isso mesmo. Como nos seguintes exemplos:

A minha irmã está insuportável. Não lhe posso dizer nada que explode e começa a gritar comigo.
Ela não teve um bebé há pouco tempo? Deve ter os nervos à flor da pele. Tens de ter mais paciência.

Estive 2h na fila da loja do cidadão para renovar o meu cartão de cidadão. Fiquei com os nervos em franja de tanta incompetência.

Outra expressão usada para descrever um estado nervoso é estar à beira de um ataque de nervos.

Como os nervos podem surgir a qualquer momento e por vezes não os conseguimos controlar é normal descrever o que sentimos quando estamos nervosos como um ataque. A locução estar à beira de tem o significado de estar para acontecer ou estar na iminência como quando alguém está literal ou verdadeiramente à beira de um precipício e parece que está prestes ou quase-quase a cair…

Estar à beira de um ataque de nervos quer então dizer que o nosso nervosismo está a crescer de tal forma que em breve não será possível controlar o que estamos a sentir como neste exemplo:

Parece que estás à beira de um ataque de nervos. Porquê?
Tenho de entregar a minha tese para a semana e ainda me falta escrever metade da conclusão e a introdução, acreditas?

O podcast desta semana foi produzido por Cristina Água-Mel e Sónia Santos

 

OUTRAS EXPRESSÕES MENCIONADAS
ter os nervos em franja
estar à beira de um ataque de nervos