É mesmo verdade que as palavras são como as cerejas...

Como assim?

Uma cereja nunca vem só, há sempre mais uma ou duas a acompanhá-la. E o mesmo se passa com as palavra. Uma puxa a outra que puxa outra diferente. Há três semanas quando explicámos o uso do insulto ser uma vaca veio à baila mais duas expressões de uso frequente quer no Brasil, quer em Portugal.

Já me lembro: cutucar onça com vara curta e procurar sarna para se coçar. Ambas são usadas no Brasil e a segunda é mais ouvida em Portugal.

Como não existem onças em Portugal é natural que assim seja.

A onça é o maior felino do continente Americano e originalmente o seu habitat se estendia do sudoeste dos Estados Unidos até ao norte da Argentina. Atualmente esta espécie está oficialmente extinta nos Estados Unidos mas no Brasil há ainda onças-pintadas a viver nas matas e no Pantanal.

O Pantanal é uma zona de planície que abrange dois estados brasileiro e se alarga até ao norte do Paraguai e leste da Bolívia, não é?

Isso mesmo. O Pantanal estende-se pelos territórios do Mato Grosso Sul e Mato Grosso Noroeste e tem esse nome não porque seja pantanoso mas porque é uma região tão plana que fica facilmente alagada na época de chuvas e cheias dos rios que ocorre durante os meses de Novembro a Abril. É aí que vivem as onças-pintadas e as onças-pretas também conhecidas como jaguar-preto pois o mesmo animal pode ter uma pelagem às pintas ou completamente negra.

Em Portugal só existem duas espécies de felinos o Lince Ibérico e o Gato-Selvagem e como as onças ou jaguares não fazem parte do nosso quotidiano não usamos esta expressão. Acrescente-se que o verbo cutucar também não é usado em Portugal mas é fácil de perceber que tentar tocar numa onça com um pau curto não é muito boa ideia e o resultado mais provável é a onça se virar contra nós para nos morder... Cutucar significa tocar, não é?

Cutucar é usado informalmente com o significado de provocar alguém com um toque — toque no sentido de mandar uma farpa, moer ou mandar uma boca foleira como vocês tanto dizem em Portugal. E a expressão cutucar a onça com vara curta é muito utilizada pelos mais velhos para alertar os mais novos de que a sua atitude não é ou foi a mais correta, e poderá implicar a ocorrência de um risco ou perigo.
Quando se generalizou o uso do Facebook no meu país, cutucar foi o verbo escolhido para traduzir to poke e a palavra passou a designar a funcionalidade de enviar um toque ou cutucar os amigos ou ser cutucado por eles.

Que engraçado! Não sabia disso mas acho que vou começar a usar esse verbo quando enviar um toque a alguém no Face.

Podes sempre usar a expressão cutucar onça com vara curta cada vez que quiseres descrever uma situação em que alguém faz ou diz algo de errado e acaba se prejudicando a si próprio tal qual como quando os portugueses dizem procurar sarna para se coçar.

Ninguém em seu perfeito juízo quer estar na origem dos seus próprios problemas mas acontece frequentemente. E como em Portugal não existem animais selvagens como onças-pintadas, a nossa expressão faz referência a uma doença de pele comum e altamente contagiosa cujo principal sintoma é sentir imensa comichão ou, como se diz no teu país, coceira.

Este episódio foi produzido e realizado por Sónia Santos e Cristina Água-Mel

OUTRAS EXPRESSÕES MENCIONADAS
as palavras são como as cerejas
vir à baila
mandar uma farpa
mandar uma boca foleira