Na semana passada demos um exemplo de um coloquialismo, ou melhor dizendo de uma expressão usada quase exclusivamente em registos orais e muito informais de língua. Esse coloquialismo era: fazer uma vaquinha.

Em Portugal, quando duas ou mais pessoas decidem unir esforços para comprar uma coisa que é cara demais para as suas posses individuais ou quando um grupo de amigos se junta e divide uma despesa coletiva por toda a gente de igual modo usamos esse estranho idiomatismo.

No meu país, esta frase está sobretudo associada aos prémios dos jogos de futebol que os jogadores recebem. Os sócios dos clubes de futebol angariam uma verba em dinheiro (ou vaquinha) para motivar os jogadores a ganhar o jogo. No fim da partida, em caso de vitória ou empate, a vaquinha é dividida entre os jogadores e a equipa técnica. Também vi um exemplo de uso no jornal O Globo. O título da notícia era: “Poderíamos fazer uma vaquinha para levar esses quatro indivíduos para a Copa do Mundo” — não faço a mínima ideia a que quatro pessoas é que o artigo se está a referir mas parece-me um bom exemplo de uso.

E o que é que se diz no Brasil quando duas pessoas decidem dividir a conta, por exemplo do restaurante, em duas partes iguais?

Dizemos rachar a conta ou rachar as despesas. Em Português Europeu, vocês dizem pagar a meias, não é?

É isso mesmo: dividimos a conta “a meio” ou em duas partes iguais, metade pago eu e a outra metade pagas tu! Como no seguintes exemplos:

— Sempre que eu e meus amigos jantamos fora, rachamos a conta.

— Quando saio com o meu namorado, gosto de pagar a conta a meias pois assim jantamos fora o dobro das vezes que poderíamos jantar se ele pagasse a conta toda.

— Há anos que todas as semanas as minhas primas fazem uma vaquinha para jogar na lotaria mas nunca lhes saiu mais que €50…

E a propósito de vacas… No Brasil, dizer que alguém é uma vaca também é um insulto ou ofensa pessoal? Em Portugal, dizemos que uma pessoa é uma vaca quando achamos que esse indivíduo tem mau caráter, é particularmente mau ou vingativo ou se comporta de forma que a sociedade considera como sexualmente promíscua. E como somos uma sociedade muito machista, este insulto aplica-se sobretudo às mulheres.

No Brasil, chamar uma pessoa de vaca também é um insulto ou difamação. A palavra vaca tem uma conotação muito negativa nos dois lados do Atlântico sendo geralmente usada para difamar ou mal dizer uma mulher que não se comporta com os ditos padrões impostos pela sociedade. Quem profere o insulto, seja homem ou mulher, está a difamar ou mal dizer a outra pessoa e consequentemente a cutucar a onça com vara curta. Creio que deste lado do Atlântico vocês dizem procurar sarna para se coçar...

Prometemos explicar essas expressões num próximo podcast pois agora é hora de voltar à vaca fria e terminar este com mais um exemplo de uso:

— Sempre vamos comer aquele sushi que você me prometeu?
— Vamos sim, mas rachamos a despesa pois este mês estou com pouca guita...

OUTRAS EXPRESSÕES MENCIONADAS
pagar a meias
rachar a conta / despesa
ser uma vaca