Fazer das tripas, coração é uma expressão popular que descreve um esforço sobre-humano para transformar a adversidade em força ou para suportar as contrariedades com resignação.

A expressão faz referência a dois orgãos importantíssimos para a vida humana: as tripas ou intestinos, cuja principal função é absorver os alimentos e o coração que bombeia o sangue que nos mantém vivos.

Apesar de ser um músculo, convencionou-se associar o coração à vida e ao amor. Temos por hábito comparar o coração à coragem, como na frase coração de leão, à amabilidade como quando dizemos que alguém tem bom coração e à sinceridade quando abrimos o nosso coração a alguém ou para descrever sentimentos ou emoções como a insensibilidade ter um coração de pedra ou a aflição ou a preocupação ficar com o coração nas mãos.

Os intestinos ou, em linguagem mais popular, as tripas, talvez porque estarem associados à secreção das partes dos alimentos que não podem ser convertidos em nutrientes para alimentar o corpo humano, não apresentam tantas associações metafóricas como o coração, mas mesmo assim podem descrever a barriga ou o estômago como na expressão encher a tripa que descreve a ação de comer excessivamente até ficar empanturrado ou demasiado cheio.

Outra expressão que faz referência a tripas é aquela que compara uma pessoa excessivamente magra a um pau de virar tripas. Os intestinos de certos animais como a vitela e o porco são usados na culinária portuguesa para fazer diversos pratos como a dobrada e o famoso prato de tripas à moda do Porto mas também usados na produção de enchidos como chouriços e farinheiras. Antes de se usar este longo tubo estreito é necessário lavar o seu interior e para facilitar esse trabalho é necessário virá-lo do avesso. Para executar essa tarefa, usa-se um pau fino e comprido e não surpreende que se tenha extrapolado as características deste instrumento para descrever uma pessoa demasiado magra.

Considerando que a digestão é um processo laborioso e demorado e quando se recomenda que se transforme as tripas em coração estamos a sugerir que com paciência e muito trabalho se processe uma determinada dificuldade transformando-a em algo de bom. A expressão é assim usada para descrever uma pessoa que superou os próprios limites, venceu as suas próprias fraquezas, resistiu a todas as adversidades alcançando o sucesso ou vencendo um problema ou contrariedade, como nos seguintes exemplos:

Para superar um problema de toxicodependência é preciso fazer das tripas, coração.

Quando a mulher morreu num acidente de automóvel, ele teve de fazer das tripas, coração para superar a depressão.

Detestava aquele emprego mas fez das tripas, coração para ficar, pelo menos, até ao fim do contrato.

Fiz das tripas, coração para não mandar tudo às urtigas e divorciar-me da minha mulher.

OUTRAS EXPRESSÕES MENCIONADAS
coração de leão

ter um bom coração

abrir o nosso coração a alguém

ter um coração de pedra

ficar com o coração nas mãos

encher a tripa
ser um pau de virar tripas

Faça Login para descarregar os ficheiros.