Esta é uma expressão popular que se baseia numa situação real. Frequentemente podemos observar as galinhas a debicar o chão à procura de pequenos animais para comer ou, no caso de serem alimentadas por humanos, a comer grãos de milho, trigo ou outros cereais. Grão a grão as galinhas vão saciando a sua fome. Por analogia à forma como a galinha se alimenta a sabedoria popular recomenda que com paciência e pouco a pouco ou migalha a migalha vamos poupando dinheiro ou conquistando os nossos objetivos.

Outros dois provérbios bastante conhecidos que fazem referência a galinhas são: A galinha da minha vizinha é mais gorda do que a minha e Não devemos contar com o ovo no cu da galinha.

É frequente as pessoas terem inveja dos seus vizinhos e por isso, em português, dizemos que as galinhas deles são mais gordas do que as nossas.

Esse provérbio existe em diversos países mas com referências culturais bastante diversas: os ingleses preferem dizer que o relvado do outro lado da vedação é mais verde do que o nosso (The grass is always greener on the other side os the fence), os espanhóis acham que são as maçãs do pomar do vizinho que são melhores que as nossas (Las manzanas siempre parecen mejores en el huerto del vecino) e os os chineses acham que a lua é maior nos outros países (外国的月亮比中国的圆).

Existe outra expressão idiomática que descreve a inveja que as pessoas sentem umas pelas outras.

Já sei qual é: Ter as costas quentes.

Não, estás enganada. Ter as costas quentes significa que te sentes protegida ou resguardada ou melhor dizendo que existe alguém que te está a proteger. A expressão que se refere a ter inveja é: Ter dores de cotovelo

Cotovelo? O osso da articulação do braço?

Sim. Quando batemos com esse osso nalgum sítio a dor que sentimos é geralmente bastante forte e aguda e talvez por isso a expressão associe esse tipo de dor à dor causada pela inveja.

Podes dar alguns exemplos destas expressões?

Ele nunca chega a horas ao emprego pois como é filho do patrão tem as costas quentes.

Quando viu o meu telemóvel último modelo a minha mulher ficou cheia de dores de cotovelo.

O segundo provérbio popular que faz referência a galinhas é: Contar com o ovo no cu da galinha que descreve uma situação em que estamos à espera de algo que acontece com regularidade e de forma fidedigna. O conselho que este provérbio dá é que não devemos contar com nada, nem mesmo com algo que parece ser tão fiável como o ovo que a galinha poedeira põe todos os dias.

A tradução inglesa deste provérbio é não contem as vossas galinhas sem que estas tenham saído dos ovos (Don’t count your chickens before they hatched).

Existe uma expressão que descreve precisamente o oposto deste provérbio que é: favas contadas.

Essa expressão nunca ouvi…

Quando temos a certeza de alguma coisa dizemos: são favas contadas. Parece que esta expressão vem de uma tradição usada em mosteiros para eleger o diretor ou abade desse mosteiro. Quem queria votar a favor usada uma fava branca, quem votava contra usada uma fava preta. No fim de todas as favas estarem contadas ficava a saber-se quem ganhava a eleição e com quantos votos a favor e contra. Acredita-se que esta expressão vem daí.

Resumindo, existem vários ditados populares que fazem referência a galinhas. Três exemplos são: grão a grão, enche a galinha o papo — que descreve uma situação em que temos de ter paciência mas também perseverança para alcançar os nossos objetivos; a galinha da minha vizinha é mais gorda do que a minha — que corresponde à expressão idiomática ter dor de cotovelo e que significa ter inveja dos bens de outra pessoa; e finalmente: não devemos contar com o ovo no cu da galinha — um provérbio popular que pretende alertar as pessoas contra as favas contadas. Poderão existir situações em que sabemos exatamente o que podemos esperar, isto é coisas que são favas contadas mas talvez seja melhor nunca contar com nada, nem sequer com o ovo no cu da galinha...

Falta só advertir ou avisar os nossos ouvintes sobre o uso da palavra cu. Esta é uma palavra muito coloquial nunca usada em registos formais. A palavra mais frequentemente usada em português europeu é rabo e no Brasil bunda.

OUTRAS EXPRESSÕES MENCIONADAS
ser favas contadas
ter as costas quentes
ter dores de cotovelo

a galinha da minha vizinha é mais gorda do que a minha
não devemos contar com o ovo no cu da galinha

 

EXPRESSÕES SEMELHANTES USADAS EM OUTRA(S) LÍNGUA(S)
Las manzanas siempre parecen mejores en el huerto del vecino

外国的月亮比中国的圆

The grass is always greener on the other side os the fence
Don’t count your chickens before they hatched

Faça Login para descarregar os ficheiros.