Ontem estive a tarde toda a falar com a Michaela.

Ah, sim????? Que interessante! O que é que ela te disse?

Nada de especial, apenas esteve a falar dos seus muitos projetos…

Na minha opinião essa tipa tem o rei na barriga

Ter o rei na barriga????? O que significa? É um provérbio ou expressão?

Ter o rei na barriga é uma expressão popular usada para descrever uma pessoa se acha o máximo.

Como alguém pretensioso, que se acha o melhor do mundo???

Isso mesmo! Uma pessoa arrogante, presunçoso e até prepotente.

Prepotente???? Se bem me lembro esta palavra é usada para descrever alguém muito poderoso ou muito influente?

Isso mesmo, mas apenas num sentido crítico.

Como assim?

Nem sempre alguém que é poderoso ou está num lugar de chefia ou que tem o poder de mudar o rumo dos acontecimentos exerce esse poder de forma prepotente ou melhor dizendo abusa do poder que tem para prejudicar os outros. Usamos este adjetivo para criticar aqueles que são excessiva ou desnecessariamente autoritários.

Tipo aquelas pessoas que puxam dos galões para obterem favores ou alcançarem os seus objetivos.

Uau!!! Conheces a expressão puxar pelos ou dos galões???????

Sim. Essa é uma daquelas que é fácil de perceber quando se pensa na imagem que invoca.

Eu imagino um general muito gordo e pacóvio a apontar para os seus galões ou tiras de tecido dourado que se aplicam nas lapelas ou ombros do casaco do seu uniforme militar para indicar a sua patente ou ranking dentro da hierarquia militar e desse modo exigir que o respeitem.

O respeito é algo que se conquista, mas há muitas pessoas que acham que merecem ser respeitadas apenas porque são hierarquicamente superiores, como o teu general obeso e pacóvio ou ignorante.

Realmente quem puxa pelos seus galões e tenta dessa forma exercer a sua autoridade — mesmo sem a merecer — está a ser prepotente e a comportar-se como se fosse importante ou tivesse o rei na barriga quando, sinceramente, não merece.

Sabes, porventura, qual é a origem desta expressão?

Sei. É uma origem bastante curiosa.
No tempo da monarquia quando era importante que uma rainha desse à luz muitos bebés para dar continuidade à sucessão da sua família real no trono, as rainhas grávidas de um potencial rei recebiam um tratamento especial para que a gravidez corresse bem e nada acontecesse ao rei que carregavam na sua barriga. Estas rainhas, que tinham muitas vezes casado por conveniência para manter a paz entre dois reinos ou manter a harmonia entre duas famílias reais e não eram muito bem tratadas pelos seus maridos e a sua família, aproveitavam-se da sua gravidez ou da sua condição de mulher-grávida para fazer exigências e conseguir benefícios que, de outro modo, nunca receberiam.

Se bem percebi, quando tinham um príncipe ou uma princesa na barriga, estas rainhas achavam-me muito importantes e consequentemente tornavam-se altivas, convencidas e presumidas. E por analogia, dizemos que têm o rei na barriga todas as pessoas que se comportam desta maneira, correto?

Corretíssimo! Esta é uma expressão que tem uma origem muito terra à terra.

Eu também conheço esse coloquialismo. Terra à terra quer dizer que tem uma origem muito simples ou básica ou muito prática.

Acho melhor pararmos por aqui pois já vamos em três expressões e ainda falta dar os exemplos de uso.

Porque não pedimos aos nossos ouvintes para que nos deem eles os exemplos? Ou que nos coloquem questões? Era muito mais interessante.

Boa ideia. Deixamos aqui o convite para que nos enviem uma mensagem com exemplos.